Guarda Municipal do Rio de Janeiro - GM-Rio
Guarda Municipal atua com 800 guardas, sendo 458 em locais de votação e no apoio ao TRE

Instituição faz parte da Coalizão Eleitoral que integra órgãos do Judiciário e forças de segurança para o pleito no Rio


04/10/2018 16:07:00


A Guarda Municipal do Rio (GM-Rio) atuará com 800 guardas municipais, sendo 458 em apoio ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) no primeiro turno das Eleições de 2018, que acontecerá neste domingo, dia 7. Do total do efetivo empregado, 268 guardas vão atuar em ações de ordenamento e de fiscalização do trânsito, 190 nos locais de votação e 342 de grupamentos especiais, videomonitoramento e do setor de inteligência. A instituição faz parte da Coalizão Eleitoral, que integra órgãos do Judiciário e das forças de segurança, para promover o pleito no Rio.


As equipes da GM-Rio atuarão em turnos, a pé e também com emprego de viaturas e motocicletas, no entorno de locais de votação em todas as regiões da cidade, auxiliando cidadãos para que possam chegar com tranquilidade às seções eleitorais. Os guardas também atuarão com foco na fluidez do trânsito e segurança viária, orientando a travessia em locais seguros e para evitar invasões e aglomerações nas pistas.

 

A GM-Rio também apoiará diretamente o TRE operando pontos de interdição no Centro e nas Zonas Sul, Norte e Oeste, em postos de distribuição e recebimento de urnas eletrônicas. As ações terão início já nesta sexta-feira, dia 5. Além disso, serão empregados 190 guardas diretamente nos locais de votação, em apoio aos juízes. Os guardas municipais atuarão em cerca de 180 locais de votação na cidade. O efetivo empregado na operação contará com apoio de Centro de Controle Operacional (CCO) da GM-Rio e em integração com o TRE, para denúncia de casos de flagrantes de crimes eleitorais.

 

Integração e capacitação com foco na segurança – A GM-Rio integra diversos grupos de trabalho da Coalizão Eleitoral, criados para definir a logística e as ações de inteligência e segurança das Eleições 2018 no estado do Rio de Janeiro. Um dos principais, com foco na capacitação do efetivo, resultou na capacitação de 38 subcomandantes e três instrutores da Academia de Ensino da instituição, que se tornaram multiplicadores do conteúdo para os efetivos de todas as unidades operacionais. As reuniões do grupo também resultaram na elaboração de uma cartilha, disponibilizada para todo o efetivo, cujo propósito foi uniformizar condutas para facilitar a atuação e evitar equívocos na fiscalização durante o período eleitoral, tendo em vista que poderá resultar na instauração de processos criminais e até em cassação de candidaturas.

 

A Coalizão Eleitoral é liderada pelo presidente do TRE-RJ e integrada também pela Procuradoria Regional Eleitoral, pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro e por instituições ligadas à segurança pública, como a Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros e as polícias Rodoviária, Federal, Civil e Militar, além da Secretaria de Estado de Segurança.


Imagens relacionadas: