Guarda Municipal do Rio de Janeiro - GM-Rio
Dia dos pais: exemplo do pai inspirou filho a seguir a carreira de guarda municipal

17/04/2019 12:53:00


Para o guarda municipal Braian Peres, de 28 anos, do Grupamento Tático Móvel (GTM), a sede da Guarda Municipal do Rio (GM-Rio), em São Cristóvão, é um ambiente muito familiar e de ótimas recordações da infância. Ele tem somente sete anos de serviços prestados à instituição, mas já correu muito pelo pátio e pelos corredores do "BG", como o prédio é chamado pelos servidores. Isso porque Braian é filho do líder operacional Miguel Peres, de 59 anos, atualmente no Grupamento de Cães de Guarda (GCG), e cresceu acompanhando a rotina de trabalho do pai, o que acabou influenciando sua escolha profissional. Prestes a também se tornar pai, Braian afirma sem vacilar que ficará muito orgulhoso se o filho escolher trilhar o mesmo caminho. "Meu pai é o meu herói. Não tenho palavra melhor para definir o que ele representa para mim e espero influenciar o meu filho também", disse o GM ao lado do pai.

 

Diante do elogio, o líder operacional Peres não conseguiu esconder a emoção e contou como se sentiu realizado quando Braian escolheu seguir sua profissão. "Ser chamado de herói não é para qualquer um, principalmente em nossos dias, onde é tão difícil construir e cuidar da família. Sei que ele está feliz e terá estabilidade no futuro. Acredito também que ele, assim como essa nova geração, vai aproveitar a Guarda Municipal mais do que eu, que já estou prestes a me aposentar", contou.

 

Peres tem 23 anos de serviços prestados à instituição e acompanhou de perto todas as mudanças pelas quais a GM-Rio vem passando, incluindo os avanços tecnológicos, operacionais, conquistas e a ampliação de serviços e de responsabilidades, que consolidaram a imagem da instituição diante da população e dos demais órgãos de segurança pública. O líder operacional já passou por grupamentos de trânsito, onde atuou por 17 anos, pela Coordenadoria de Transportes (CTR), e por Unidades de Ordem Pública (UOP´s). No Canil, ele atua há cerca de um ano, após ter sido aprovado no curso para admissão no grupamento. A determinação e a capacidade de buscar novos desafios quando já se tem estabilidade foram exemplo para o filho, que tem o mesmo nome de guerra do pai, e também já atuou em uma UOP antes de passar pelo curso para integrar o GTM, onde está há aproximadamente três anos.

 

Os encontros no trabalho só acontecem durante o cumprimento de ordens de missão em comum, como as do estádio do Maracanã. Para o pai, é melhor trabalharem separados, mas quando se encontram nas missões, o abraço nunca fica de fora. Já em casa, as conversas sempre giram em torno do rotina policial e do patrulhamento em geral. O outro filho de Peres, que é da Marinha, também costuma participar das conversas sobre o tema que é uma paixão em comum entre eles. O pai que antes ensinava hoje curte aprender com os filhos. "Trocamos muitas experiências e hoje posso dizer que sou eu que tenho aprendido com eles. Sou meio cabeça dura as vezes, mas aprendo", brinca.

 

A história de Miguel e Braian Peres exemplifica toda a dedicação e o amor que os pais têm, buscando sempre ser o melhor exemplo, para que seus filhos possam dar passos mais largos e altos e trilhar um caminho mais excelente.

 

Feliz Dia dos Pais!


Imagens relacionadas: