Parceria internacional para cuidados da diabetes

Clínica da Família Zilda ArnsProjeto mostra como a tecnologia pode ajudar no monitoramento dos pacientes

A Clinica da Família Zilda Arns, no Complexo do Alemão, realiza nesta quarta-feira (4), às 9h, evento com a participação de diversos usuários que participam de um projeto de monitoramento da diabetes tipo 2. Cerca de 400 pessoas são beneficiadas na unidade por um estudo, fruto de parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a multinacional americana Qualcomm e a Fundação TIM, que mostra como a tecnologia pode melhorar a vida de pacientes com a doença. O evento contará com a presença de diretores da multinacional.

O estudo avaliou o controle metabólico, peso corporal, pressão sanguínea, níveis de atividade física e satisfação pessoal. Os pacientes que participaram da pesquisa receberam um kit com balança, medidor de pressão sanguínea, mochila, pedômetro, tablet e smartphone, onde tinham acesso a um aplicativo para o monitoramento de seus dados físicos e clínicos.

Para o desenvolvimento do trabalho, foi utilizada uma plataforma digital em que o profissional de saúde podia definir o protocolo da coleta de informações do paciente, enviando mensagens a ele e acompanhando seu progresso. Já para o usuário foi feito um aplicativo em que ele poderia registrar suas informações, de acordo com o protocolo definido pelo médico. Neste aplicativo, ele acompanhava todo o progresso e recebia um feedback de seu médico, além de receber diariamente mensagens com material educativo.

O estudo clínico dos casos é sendo feito por pesquisadores da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), com aval do Comitê de Ética e Pesquisa da SMS.

A diabetes doença causada pela baixa produção ou má absorção da insulina, o hormônio que garante energia para o organismo e regula os níveis de glicose no sangue. A doença pode causar o aumento de glicemia, causando problemas no coração, nas artérias, nos olhos, nos rins e nos nervos. Casos mais graves podem levar ao óbito.

Existem dois tipos de diabetes. A tipo 1 aparece normalmente na infância e adolescência, mas pode ser diagnosticada em adultos e exige a verificação diária da glicose. Parentes próximos também devem realizar exames periodicamente. A tipo 2 ocorre principalmente quando a insulina não é aproveitada corretamente e está especialmente ligada a hábitos não saudáveis, como sobrepeso, sedentarismo, alimentação inadequada, hipertensão e triglicerídeos  elevados.

 

Fique por dentro de tudo o que acontece na Secretaria Municipal de Saúde do Rio e nos siga nas redes sociais!

 

Categoria: Saúde

3 de dezembro de 2019