TCM autoriza PPP da Iluminação Pública, que vai modernizar 450 mil pontos de luz no Rio

Publicado em 10/10/2019 - 11:37 | Atualizado em 10/10/2019 - 11:52
A PPP da Iluminação Pública vai modernizar 450 pontos de luz e levar também pontos de wi-fi à cidade do Rio de Janeiro. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do RioA PPP da Iluminação Pública vai modernizar 450 pontos de luz e levar também pontos de wi-fi à cidade do Rio de Janeiro. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio de Janeiro obteve na quarta-feira, 9 de outubro, a aprovação do Tribunal de Contas do Município, para a PPP da Iluminação Pública da cidade. A Parceria Público-Privada inclui serviços de iluminação e conectividade. A meta é modernizar aproximadamente 450 mil pontos de iluminação com a tecnologia LED, em 24 meses. Após este período, serão instalados em média 2.560 novos pontos por ano. O investimento será da ordem de R$ 1,4 bilhão em 20 anos. Através da PPP serão disponibilizados, no mínimo, 5 mil pontos de acesso a wi-fi e 10 mil câmeras de reconhecimento facial.

Os bons resultados já serão percebidos nos três primeiros meses do contrato, quando serão substituídos os primeiros 10 mil pontos de iluminação. A licitação está marcada para o dia 17 de outubro e, em um período de no máximo 30 dias, a empresa vencedora iniciará a operação e manutenção do parque de iluminação pública do município.

Os objetivos principais são:

  • redução de mais R$ 120 milhões por ano (decorrentes na diminuição na conta de consumo de energia) gastos da Prefeitura do Rio com operação e manutenção da rede
  • redução de emissão de carbono, contribuindo com a sustentabilidade ambiental- contribuição com a Segurança Pública;
  • melhoria da qualidade de vida da população- geração de receitas para o Município, estimada em milhões, decorrente da exploração do Sistema Smart Rio (conectividade);
  • melhoria da mobilidade urbana, por meio de instalação de sensores semafóricos inteligentes

A PPP possibilitará que a cidade se torne integrada, conectada e sustentável, com soluções de cidades inteligentes. Terão serviços de iluminação especial em 34 km de orlas, 101 parques e praças, 23 edificações e fachadas históricas, 12 espaços culturais e turísticos, esculturas e monumentos.