Comlurb recolhe mais de 25 toneladas de lixo no primeiro dia de desfiles no Sambódromo

Publicado em 22/02/2020 - 10:40 | Atualizado em 22/02/2020 - 16:08
Desfiles da Série A mobilizaram equipes da Prefeitura. Foto: Fernando Grilli / Riotur

A Comlurb recolheu 25,4 toneladas de lixo no primeiro dia de desfile das escolas do Grupo A, sexta-feira (21/02), na área interna do Sambódromo. Os materiais considerados potencialmente recicláveis somaram 2,9 toneladas, e foram coletadas 22,5 toneladas de resíduos comuns. O gari Renato Sorriso, que encanta o público com suas apresentações, ganhou uma companhia este ano, o gari Marcelo Mendes, recordista brasileiro de embaixadinhas, que atravessou a Sapucaí fazendo embaixadinhas com a cabeça.

A Companhia está trabalhando nos seis dias de Carnaval no Sambódromo com uma equipe diária de até 485 garis e o apoio de até 37 veículos, entre caminhões basculantes, compactadores e minivarredeiras. Os sete postos de saúde do Sambódromo contam com oito garis de limpeza hospitalar por dia. Foram instalados 1.000 contêineres para o descarte correto de lixo pelo público. Na área externa do Sambódromo e do Terreirão do Samba, o trabalho de limpeza está sendo feito por até 142 garis por dia, com o auxílio de 21 caminhões, entre compactadores, basculantes e pipa, para lavagem das vias com água de reuso. Nos 76 palcos de festas e bailinhos de rua em toda a cidade, a Comlurb está atuando com até 450 garis.

200 atendimentos da Saúde

Na primeira noite de desfiles das escolas de samba da Série A, na última sexta-feira (21/02), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) atendeu, no Sambódromo, 200 pessoas. Dezesseis pacientes, com quadros mais complexos, precisaram ser transferidos pela Central de Regulação para unidades da rede hospitalar. A SMS tem sete postos médicos na Marquês de Sapucaí.

Os foliões que curtem o carnaval nos blocos de rua também contam com estrutura de atendimento da Prefeitura. São quatro postos da SMS nos corredores que concentram os blocos com maior público, no Centro e na Zona Sul, e mais quatro sob responsabilidade da Riotur, em outros bairros. Os postos da SMS fizeram, na última sexta-feira, 16 atendimentos, com quatro remoções. Desde o início do carnaval de rua, no começo de fevereiro, os postos da SMS já fizeram 187 atendimentos, com 28 transferências para a rede hospitalar.

Ventos com intensidade de moderada a forte

O município retornou ao estágio de mobilização às 8h30 deste sábado (22/02). Segundo o Sistema Alerta Rio, as condições meteorológicas são de chuva fraca, especialmente à tarde. A intensidade dos ventos estará variando entre moderada a forte entre os períodos da tarde e noite. Segundo a Defesa Civil, já foram desligadas as sirenes da comunidade da Rocinha.

Vacinação contra sarampo na Sapucaí

A Subsecretaria de Vigilância Sanitária do Rio fechou o primeiro dia da Operação Carnaval no Sambódromo contabilizando 59 inspeções, na sexta-feira (21/02). Os fiscais vistoriaram todas as 41 lanchonetes em funcionamento na Passarela do Samba. Na fiscalização, as únicas irregularidades identificadas foram sanduíches prontos em uma lanchonete do Setor 8 mantidos em temperatura muito abaixo da adequada (30 graus, quando o mínimo é 60) e tabuleiros no chão, entre outros aspectos que caracterizaram falta de higiene. Ao todo, foram registradas seis infrações e descartados três quilos de sanduíches. No Setor 7, uma equipe da Secretaria Municipal de Saúde aplicará a vacina contra sarampo até segunda-feira (24/02), sempre das 17h às 20h, com a meta de imunizar, pelo menos, 500 pessoas por dia.