Prefeitura e Abrace o Rio se mobilizam em apoio a projeto que troca tampinhas por cadeiras de rodas

Publicado em 10/07/2019 - 17:55 | Atualizado em 11/07/2019 - 14:36
  • Início/
  • /
  • Prefeitura e Abrace o Rio se mobilizam em apoio a projeto que troca tampinhas por cadeiras de rodas
A primeira-dama da cidade do Rio de Janeiro, Sylvia Jane Crivella, em evento do Projeto Rodando com Tampinhas. Foto: Cadu Silva / Prefeitura do Rio
A primeira-dama da cidade do Rio de Janeiro, Sylvia Jane Crivella, em evento do Projeto Rodando com Tampinhas. Foto: Cadu Silva / Prefeitura do Rio

As tampinhas plásticas de garrafas e outros recipientes podem ter um destino bem mais nobre do que o despejo no lixo ou diretamente na natureza, o que prejudica o meio ambiente. A primeira-dama do Município do Rio de Janeiro, Sylvia Jane Crivella, participou nesta quarta-feira, 10 de julho, no Palácio da Cidade, em Botafogo, de mobilização de apoio ao Projeto Rodando com Tampinhas. A parceria envolve a Obra Social Abrace o Rio, coordenada por Sylvia, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, a Secretaria Municipal de Educação e a Subsecretaria Municipal da Pessoa com Deficiência, além de contar com a participação da Reitoria do Cristo Redentor.

O Projeto Rodando com Tampinhas, criado por Márcia Dabul, incentiva a doação de tampas de garrafas e outros objetos como tampas de remédios, vitaminas, pasta de dentes e alimentos, que são depois vendidas para reciclagem. O valor arrecadado serve para a compra de cadeiras de rodas, que são destinadas a ABBR (Associação Brasileira Beneficente de Reabilitação).  As tampas precisam ser de rosca e de material rígido para serem recicladas.

“Esse projeto é simples. Não é só tampinha PET, pode ser qualquer tampinha de plástico com rosca, o que aumenta muito mais a possibilidade de arrecadar. Todos nós podemos nos engajar. O meio ambiente agradece e nós todos ficamos muito felizes, porque fazer o bem… Faz muito bem! O resultado final é ajudar alguém e isso não custa nada para a gente. Por que jogar no lixo ao invés de transformar isso num bem que vai transformar a vida de uma pessoa?”, afirmou Sylvia Crivella.

Além da primeira-dama, participaram do evento a Secretária de Educação, Talma Suane, o Secretário de Meio Ambiente, Marcelo Queiroz, o reitor do Santuário do Cristo, padre Omar Raposo, além da idealizadora do projeto.

Primeira-dama entrega troféu Transformando Meu Quadrado para a idealizadora do projeto, Marcia Daul

As tampinhas podem ser entregues em 51 pontos de coleta na cidade, nos 14 Parques Municipais do Rio, na sede da Prefeitura, na Cidade Nova, e em escolas da rede municipal de ensino (que somam 1.540 escolas e 650 mil alunos). Cada local de arrecadação é responsável por levar o material para o posto centralizador, na Paróquia São José, na Lagoa, administrada pela Reitoria do Cristo. O material coletado é entregue para indústrias de reciclagem. O dinheiro arrecadado é usado para a aquisição das cadeiras de rodas. Para comprar uma unidade são necessários 400 quilos de plástico.

Criado há seis meses, o projeto já coletou oito toneladas de tampas – cerca de 4 milhões de peças, que foram transformadas em 20 cadeiras de rodas doadas. Vale ressaltar que a sociedade civil, as associações de moradores, empresas e entidades podem se voluntariar para coletar as tampinhas e participar do projeto, sem data limite para acabar.

Além da ação social que beneficia uma instituição como a ABBR, que presta atendimento de reabilitação a crianças, jovens, adultos e idosos com limitação de atividade motora, o projeto retira de circulação material plástico que prejudica o meio ambiente. A iniciativa também contribui para o aumento da reciclagem e estimula a economia.

Para saber mais sobre o projeto e os locais de entrega, basta entrar no perfil @rodandocomtampinhas, no Instagram.