Blocos reúnem quase um milhão de foliões no último fim de semana antes do carnaval

Publicado em 16/02/2020 - 20:53 | Atualizado em 17/02/2020 - 12:34
Megabloco da Preta reuniu 320 mil foliões no Centro da cidade - Alexandre Macieira/Riotur

O pré-carnaval do Rio de Janeiro é um sucesso absoluto e já é bem maior em relação a 2019. O último fim de semana antes do carnaval reuniu quase um milhão de foliões nas ruas durante 95 desfiles de blocos e megablocos. Segundo a Riotur, foram 936.050 mil pessoas brincando e pulando pela cidade. É quase o dobro do mesmo período do ano passado, quando a festa embalou 500 mil pessoas.

Somente o megabloco da Preta arrastou 320 mil foliões na Rua Primeiro de Março, neste domingo, no Centro da cidade. No sábado, Simpatia é Quase Amor (150 mil) e Chora Me Liga (110 mil) foram os campeões de público. No fim de semana anterior, 270 mil pessoas acompanharam o desfile de 37 blocos e megablocos.

 

Preta Gil levantou a multidão com hits do carnaval e da música popular brasileira – Alexandre Macieira/Riotur

 

Prefeitura trabalhou desde a madrugada para dar suporte aos desfiles

As equipes da Prefeitura do Rio voltaram às ruas, neste domingo (16/02), para dar todo o suporte aos 33 desfiles de blocos. Já na madrugada, agentes e técnicos dos órgãos municipais estavam no Centro da cidade para acompanhar a montagem do megabloco da Preta.

A CET-Rio programou operações especiais de trânsito nesse final de semana para os desfiles dos blocos e megablocos. A operação contou com 250 pessoas por dia – entre controladores  e apoiadores de tráfego – e com apoio de 45 veículos operacionais e 50 motocicletas. As equipes trabalharam para ordenar os cruzamentos, orientar os pedestres, coibir o estacionamento irregular e executar bloqueios necessários para garantir a manutenção da fluidez da rede viária e a segurança de pedestres e motoristas.

Além disso, 20 reboques da CET-Rio ficaram posicionados para imediata desobstrução das vias em caso de acidentes ou quebras de veículos nas rotas de desvio.

O Centro de Operações Rio (COR) monitorou todos os eventos com câmeras para que técnicos da CET-Rio implantassem ajustes na programação dos semáforos com o objetivo de garantir a fluidez do trânsito. Planos semafóricos especiais foram programados para garantir a fluidez nas rotas alternativas em função do bloqueio de vias. Foram utilizados 40 painéis de mensagens variáveis que informaram sobre as condições de trânsito e desvios necessários.

 

O bloco Chora Me Liga também arrastou uma multidão em seu desfile – Divulgação/Riotur

 

Saúde faz 54 atendimentos nos blocos de rua

Os quatro postos médicos da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) nos circuitos onde houve desfile de blocos fizeram 54 atendimentos neste domingo. Sete pacientes precisaram ser transferidos para hospitais da rede municipal.

A Secretaria Municipal de Saúde opera quatro postos médicos nos circuitos de blocos que concentram o maior público: um em Ipanema, dois no Centro (Largo da Carioca e Praça Ana Amélia) e outro em Copacabana (Praça do Lido). Os postos contam com estrutura para atender as emergências e solucionar a maioria dos casos, evitando que os pacientes precisem ser levadas a hospitais.

Para as demais regiões com manifestações populares, mas menor número de pessoas, a Riotur tem planejamento específico com mais quatros postos da Dream Factory.

Comlurb remove 34,4 toneladas de resíduos

A Comlurb recolheu 34,4 toneladas de resíduos após os desfiles deste fim de semana. No domingo (16/02), os que deixaram mais lixo foram a Banda da Barra, com 3,7 toneladas, e o Bloco da Preta, no Centro, com 3,1 toneladas. Em seguida, vieram o Suvaco do Cristo, no Jardim Botânico, com 2,5 toneladas, e os Blocos Fogo e Paixão, no Centro, e Tamo Junto in Folia, de Padre Miguel, com 2 toneladas cada. Já no sábado, os que geraram mais resíduos foram: Simpatia é Quase Amor, em Ipanema, com 2 toneladas, seguido do Chá de Alice, no Centro, com 1,7 tonelada, e o Chora me Liga, também no Centro, 1,3 tonelada. No fim de semana anterior, o acumulado foi de 21,4 toneladas. Somando os dois últimos fins de semana deste pré-carnaval, já foram 55,8 toneladas de lixo removidas pela Comlurb nos blocos na cidade.

As equipes do Lixo Zero foram mais uma vez às ruas neste fim de semana. Foram 109 multas, sendo 82 por urinar em vias públicas, no valor de R$ R$ 607,54, e 27 pelo descarte de lixo fora dos contêineres, R$ 221,75. Desde que o Lixo Zero começou a fiscalizar os blocos, no fim de semana anterior, já são 200 multas, sendo 156 por urinar em vias públicas, e 44 pelo descarte incorreto de lixo.

A Comlurb está atuando em todos os blocos que desfilam neste carnaval, além de festas e bailinhos de rua. A Companhia trabalha com um protocolo operacional para cada um, de acordo com a expectativa de frequentadores dos blocos, tanto em relação às equipes de garis quanto na colocação de contêineres. A manutenção é realizada antes, durante e após a passagem de cada bloco, incluindo a “limpeza modo arrastão”. As vias são lavadas com água de reuso.

Equipes do Lixo Zero, formadas no total por 110 agentes, estão presentes em alguns blocos. A Comlurb pede que os foliões fiquem atentos, evitem o descarte fora dos contêineres e urinar em calçadas, vias públicas e canteiros.

 

GM atua com 1.600 agentes nas ruas

A Guarda Municipal  atuou em duas ocorrências, com a prisão de quatro homens acusados de furtar  celular e cordão em blocos neste fim de semana.  Ao todo, 1.600 agentes trabalharam em ações de patrulhamento, ordenamento urbano e de controle e fiscalização de trânsito, em apoio aos blocos que saíram em diversos bairros de todas as regiões da cidade.

Em patrulhamento no Centro, guardas municipais encontraram uma réplica de fuzil na esquina da Rua Sete de Setembro com a Rua do Carmo. A arma falsa foi levada para a 4ª DP (Centro).

As ações da Guarda Municipal foram integradas com diferentes órgãos da Prefeitura do Rio, como a Coordenadoria de Controle Urbano  Coordenadoria de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques e a Comlurb, por meio do programa Lixo Zero. As equipes também trabalharam em conjunto com a Polícia Militar no esquema de barreiras de segurança montadas em grandes blocos para impedir o acesso de itens proibidos, como garrafas de vidro, fogos de artifício, artefatos explosivos, bandeiras, carrinhos de alimentos, entre outros.

Fiscais da Fazenda apreendem mais de 6 mil itens

A Subscretaria de Licenciamento, Fiscalização e Controle Urbano, da Secretaria Municipal de Fazenda, atuou nas ruas da cidade. Os fiscais de atividades econômicas e os agentes de controle urbano percorreram os principais blocos das Zonas Sul, Oeste, Central, Tijuca e Santa Teresa.

Os agentes da Coordenadoria de Controle Urbano (CCU) apreenderam  6.071 itens neste final de semana, sendo em sua maioria bebidas alcoólicas comercializadas em garrafas de vidro, o que é proibido por lei nos blocos de carnaval. Nas ruas, os agentes da CCU também apreenderam cigarros, carrinhos, isopores, botijões de gás, fantasias, acessórios de informática, entre outros. Todos os itens foram levados ao depósito Municipal, de onde só poderão ser retirados mediante apresentação da nota fiscal. Houve também descarte de mais de 400 quilos de alimentos perecíveis.

Já a Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização (CLF) teve como foco a fiscalização de publicidade não autorizada e o marketing de emboscada. Foram localizadas  publicidades irregulares, que foram devidamente identificadas para posterior autuação pelos fiscais. Os  fiscais da CLF  fiscalizaram também os quiosques da orla e os estabelecimentos no entorno do Sambódromo.

 

Secretaria realiza ações preventivas

As equipes da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) realizaram neste domingo uma série de ações preventivas, por conta dos desfiles dos megablocos no Centro da cidade. Foi distribuído material educativo para sensibilização da população sobre os direitos humanos, a Lei da Importunação Sexual e violação de direitos das crianças e adolescentes. Não houve nenhum registro de ocorrência grave de violação de direitos e os técnicos da SMASDH fizeram 609 abordagens. Foram identificadas 37 crianças com pulseirinhas, além da disponibilização de atendimento técnico especializado.

Drones captam imagens e enviam ao COR

Os agentes da subsecretaria de Eventos ajudaram a integrar os órgãos municipais e estaduais, informando todas as apreensões e interdições ao Comitê de Operações de Carnaval (COCar). O secretário Felipe Michel esteve no megabloco da Preta para acompanhar as ações de perto. Dois drones enviavam imagens diretamente ao COR.

Equipes da Comlurb atuaram desde cedo ao fim do desfile de todos os blocos – Divulgação/Prefeitura do Rio 

Equipes da Prefeitura garantem ordem e limpeza durante a passagem dos blocos. Confira!