Ambulante Legal: programa chega a 7 mil beneficiados com mais 196 crachás entregues

José dos Reis Botelho, de 86 anos, considera o crachá de Ambulante Legal uma conquista - Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

O prefeito Marcelo Crivella entregou nesta quarta-feira (15/1) documentos de identificação do programa Ambulante Legal a mais 196 trabalhadores autorizados a vender nas ruas de 29 bairros das zonas Norte, Sul e Oeste. Os crachás com QR code dão dignidade e tranquilidade aos ambulantes e servem também de garantia para os consumidores, que podem ter informação em tempo real sobre de quem estão comprando e que tipos de mercadoria podem ser comercializadas.

 – Temos que respeitar o nosso crachá. Assim como respeito o meu de prefeito, vocês têm que respeitar os seus. É um documento público, importante e de legalização. São leis e regras que precisamos honrar para a nossa cidade seguir com ordem – disse Crivella, que criou o Ambulante Legal em agosto de 2018 e entregou os crachás a cada um dos trabalhadores no Palácio da Cidade, em Botafogo.

Para José dos Reis Botelho, de 86 anos, receber o crachá é o desfecho de uma história conturbada, mas agora com final feliz. Em 1987, ele sofreu um susto: infartou e teve que se aposentar. Era fiscal do comércio e da indústria. Para não ficar “parado”, além da necessidade de sustentar a família, abriu um quiosque na Taquara, na Zona Oeste, onde faz serviços de chaveiro e cutelaria. Passados 32 anos e após mais três cateterismos, vê o esforço ser recompensado e reconhecido.

– É um prêmio, um sinal claro de que não estamos sendo esquecidos. Que conquista! – declarou, em agradecimento.

Vendedora nata, como se define, Elza Luiza da Silva, de 65 anos, enxerga o crachá como uma certeza de dias melhores.

– Não pensei que seria tão bem recebida. É muita alegria, meu filho – afirmou ela, que trabalha há 10 anos com biquínis, bolsas e chapéus numa barraca montada na Rua do Catete.

 

O programa Ambulante Legal já alcançou 7.021 ambulantes, que atuam em 115 bairros – Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

 

Por que é importante ter o crachá?

O crachá com QR code é a comprovação de que o ambulante está regularizado e de acordo com as normas estipuladas pela Prefeitura. Tanto em relação ao ponto onde trabalha quanto à mercadoria que está autorizado a vender.

O que é o QR code?

É um código de barras bidimensional de resposta rápida, que permite a identificação em tempo real do vendedor, com foto, nome, número de inscrição e mercadorias que o ambulante está autorizado a vender. E também qual sua área permitida de atuação, em respeito ao ordenamento urbano.

Quantos trabalhadores já receberam o crachá?

O programa já alcançou 7.021 ambulantes, que atuam em 115 bairros.

Que vantagens mais o Ambulante Legal oferece?

Além da tranquilidade para trabalhar, o programa Ambulante Legal dá ao vendedor de rua a possibilidade de crescer profissionalmente. Isso porque o trabalhador pode fazer cursos e se tornar empreendedor, com qualificação melhor. Um convênio com a Caixa Econômica Federal oferece ainda oportunidade de financiamentos para quem quiser investir e ampliar os negócios.