Prefeitura do Rio premia trabalhos de alunos da rede que tiveram a arquitetura da Cidade Maravilhosa como inspiração

Prefeitura premia trabalhos de alunos que tiveram a arquitetura Cidade Maravilhosa como inspiração
A Secretaria Municipal de Educação (SME) premiou, na última sexta-feira (29/11), na Biblioteca Parque Estadual, alunos da rede que participaram do projeto “Rio todo (em) Prosa” e tiveram seus trabalhos selecionados numa coletânea de fotos, desenhos e redações sobre a cidade do Rio de Janeiro e seus espaços. A escolha do tema se deu em razão do Rio ter recebido, este ano, o título de primeira Capital Mundial da Arquitetura pela Unesco. A cidade será sede do Congresso Mundial de Arquitetura em 2020. O projeto proporcionou aos alunos da rede municipal passeios a prédios históricos e aulas com recursos audiovisuais com foco na cidade e seus pontos turísticos.
Prefeitura premia trabalhos de alunos que tiveram a arquitetura Cidade Maravilhosa como inspiraçãoPara Carla Celestino, gerente de Leitura da SME, o projeto teve como objetivo criar o sentimento de pertencimento e de valorização dos espaços da cidade.
— A iniciativa chamou atenção dos nossos alunos para detalhes da cidade que geralmente passam despercebidos. Quando sentimos que pertencemos verdadeiramente a algum lugar, nós cuidamos mais dele.  É importante eles apreciarem tudo que a cidade oferece de bom — explica Carla.
O cenário da Cidade Maravilhosa serviu de inspiração para que as crianças até o 3º ano produzissem desenhos. Já os alunos e professores do 4º ao 6º desenvolveram redações abordando o Rio como tema. As belíssimas paisagens da cidade serviram como inspiração para os registros fotográficos das crianças do 7º ao 9º.
Aluna da Escola Municipal Reverendo Álvaro Reis, Ana Clara, do 5° ano, foi uma das premiadas na categoria “prosa” com seu texto sobre a cidade.
— Eu gostei muito de conhecer mais detalhes sobre o Rio de Janeiro e aprendi a achá-lo lindo apesar dos defeitos — comentou Ana Clara.
Estreia do Cineclubinho e da plataforma Cineclube
Prefeitura premia trabalhos de alunos que tiveram a arquitetura Cidade Maravilhosa como inspiraçãoDurante a premiação na Biblioteca Parque Estadual, a Gerência de Leitura da SME também exibiu os curtas-metragens produzidos por professores e alunos, lançando o Cineclubinho. As produções exibidas foram dos Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDIs) Bárbara Ottoni, no Maracanã; Maria Braz, no Lins de Vasconcelos; Maria do Carmo Souza Piran, de Bangu; e Tenente Pedro de Lima Mendes, da Ilha do Governador.
Os professores das 1.540 unidades da Rede Municipal de Ensino ganharam uma plataforma digital, o Cineclube, com as produções das unidades escolares e curtas e longa metragens direcionados para os docentes.
Representando a secretaria municipal de Educação, a professora Heloisa Braz estava muito feliz com o resultado do projeto.
— Estar aqui é uma enorme satisfação. Projetos como esses são a prova de que as crianças são capazes de produzir coisas lindas desde muito novas — afirma Heloisa.