Alunos de escola municipal desenvolvem robôs para apresentação em evento científico na Uerj

Publicado em 23/09/2019 - 11:16 | Atualizado em 23/09/2019 - 14:27
Alunos de escola municipal desenvolvem robôs para apresentação em evento científico na Uerj

Alunos de escola municipal desenvolvem robôs para apresentação em evento científico na UerjTecnologia, robótica e autonomia na sala de aula. Um projeto de inovação vem mudando a rotina de alunos em uma unidade de ensino da Prefeitura do Rio, na zona norte. Em Vila Isabel, os estudantes do 6º ao 9º ano da Escola Municipal Francisco Manuel já se consideram verdadeiros cientistas desde que começaram a construir robôs no contraturno das aulas. O projeto “Meu Primeiro Robô” é uma iniciativa que faz parte do projeto de extensão UERJbotz, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, e oferece oficinas de criação tecnológica, impactando de maneira positiva a rotina dos estudantes, despertando a curiosidade e o trabalho em equipe para prepará-los para os desafios do século XXI. Na próxima quarta-feira, 25/9, das 10h às 16h, os ‘alunos-cientistas’ irão apresentar suas criações ao lado de alunos e professores da Uerj na 28ª Semana de Iniciação Científica, que ocorre durante a programação da 19ª Uerj Sem Muros, no campus Maracanã.

O evento será no Centro Cultural — Pavilhão João Lyra Filho. Para o coordenador do projeto e professor do curso de Engenharia Elétrica da instituição, Andrei Battistel, incluir os jovens desde cedo nas ciências é um modo de desenvolver o interesse pela criação tecnológica.

Alunos de escola municipal desenvolvem robôs para apresentação em evento científico na Uerj— Atrair a atenção dos alunos desde cedo permite que eles já pensem nessa possibilidade como formação e profissão. A oficina do Meu Primeiro Robô é um primeiro passo para que estes estudantes vislumbrem uma carreira além das tradicionais. E quando se tem o contato mais cedo, é possível que eles se desenvolvam tecnologicamente e se motivem a permanecer neste caminho — disse o professor.

O Meu Primeiro Robô já beneficiou mais de 60 estudantes desde que foi iniciado na unidade. Os alunos começaram na oficina entrando de cabeça no mundo da linguagem fundamental da robótica. Nas primeiras aulas, a partir de março deste ano após as aulas, foram oferecidas noções básicas de programação, eletrônica e robótica através de experiências práticas. A partir de rifas e cursos ministrados pelos universitários, foi arrecadado o montante para adquirir as placas eletrônicas que dão “vida” à criação dos alunos. De agosto a setembro, os estudantes construíram uma maquete interativa de uma cidade inteligente. Rafael Augusto da Costa, um dos nove estudantes da Uerj que aplicam a oficina na unidade, acredita que Educação e criatividade no campo tecnológico tem tudo a ver.

Alunos de escola municipal desenvolvem robôs para apresentação em evento científico na Uerj— É muito importante incentivar o ensino das ciências e da tecnologia. E essa parceria do nosso projeto com a Secretaria Municipal de Educação é um encontro muito feliz, pois nos ensina enquanto estudantes a passar nosso conhecimento para frente e permite que esses alunos que querem aprender mais possam incluir a robótica como possibilidade para o futuro.

Na segunda fase do projeto, de outubro a novembro, serão construídos dois robôs móveis, que funcionarão como um brinquedo motorizado. Em dezembro, a unidade realizará sua própria mostra de ciências, para compartilhar a experiência com estudantes, professores e responsáveis dos alunos. O projeto “Meu Primeiro Robô” também atende moradores da comunidade do Salgueiro, em uma oficina disponível na biblioteca comunitária.

Serviço

Exposição do projeto “Meu primeiro robô” na 28ª Semana de Iniciação Científica da Uerj

Data: 25/9, das 10h às 17h

Endereço: Centro Cultural (Coart) – R. São Francisco Xavier, 524