Vigilância Sanitária implanta em julho mais dois cursos grátis de capacitação na área de saúde

Publicado em 05/07/2019 - 11:11 | Atualizado em 05/07/2019 - 11:26
Curso de capacitação da Vigilância Sanitária. Foto: divulgaçãoCurso de capacitação da Vigilância Sanitária. Foto: divulgação

A Subsecretaria de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses do Rio implanta neste mês de julho dois novos cursos gratuitos de boas práticas sanitárias na área de saúde. Um deles é a capacitação em serviços de saúde e segurança do paciente, que vai ensinar aspectos teóricos e práticos a profissionais, gestores e estudantes da área. O outro é voltado para a prevenção e controle das infecções relacionadas à assistência à saúde e resistência microbiana.

As qualificações inéditas na Vigilância fazem parte da Agenda 2019, que oferece 1.050 vagas em 21 turmas (50 por aula) em vários cursos de saúde, zoonoses (doenças transmitidas aos homens por animais) e alimentos. Há horários pela manhã (das 9h às 12h) e à tarde (das 13h às 17h), e a maioria dos encontros é na sede do órgão, na Rua do Lavradio, 180, Lapa, com opções também em outros bairros. O calendário do ano e a cartilha com o conteúdo dos cursos que, este mês, começam nesta sexta, 5, estão na internet (clique aqui para saber). Todas as inscrições são feitas pelo e-mail geducavisa@gmail.com.

Responsável pelo curso de Boas Práticas Sanitárias em Serviços de Saúde e Segurança do Paciente, a fonoaudióloga Viviane Fontes, que compõe a equipe técnica de fiscalização de hospitais da Vigilância, esclarece a importância de tratar do tema como forma de qualificar os profissionais da área.

– Trabalhar o tema em grupo promove uma troca rica de aprendizado que nos possibilita contribuir para um serviço assistencial seguro e de qualidade. Os procedimentos são padronizados e auxiliam no processo de segurança do paciente, todos eles conferidos depois em nossas inspeções. São ações como a identificação correta do paciente, o uso racional de medicamentos e o processo cirúrgico seguro que, se feitos de acordo com as normas, proporcionam mais segurança para todos os envolvidos – adianta Viviane.

Capacitações

Somente em 2017, a Vigilância capacitou 13 mil pessoas, o dobro das 6.613 do ano anterior. Já em 2018, foram mais de 20 mil qualificados em 526 turmas de 14 modalidades. Esse ano são mais de 20 opções de cursos, e a previsão é a de ultrapassar a marca dos 24 mil capacitados, 70% na manipulação de alimentos, o carro-chefe. Os demais são profissionais dos segmentos de beleza, educação e produtos relacionados à saúde humana e animal (como pets, farmácias e consultórios médicos e dentários). Entre as novidades de 2019, há cursos de funcionamento de farmácias de manipulação; controle de vetores e pragas urbanas; e adequação ao primeiro Código Sanitário do Município, implantação este ano pela Prefeitura do Rio. Com roteiro definido pela Superintendência de Educação da Vigilância, as aulas ficam a cargo de profissionais como médicos-veterinários, enfermeiros e nutricionistas do próprio órgão.

Cursos na sede

Dia 8

Manhã – Embelezamento: para profissionais de salões de beleza e barbearias

Dia 10

Manhã – Boas Práticas Sanitárias em Comunidades Terapêuticas: para profissionais que atuam em comunidades terapêuticas e unidades de reinserção social

Tarde – Higiene em Manipulação de Alimentos: unidades escolares

Dia 11

Manhã – Orientações para as Atividades de Drogarias: para profissionais de drogarias

Tarde – Orientações para as Atividades de Distribuidoras e Transportadoras: profissionais de distribuidoras, importação, transporte e armazenamento de produtos para a saúde

Dia 12

Manhã – Boas Práticas na Esterilização de Artigos Odontológicos

Dia 15

Manhã e Tarde – Orientações Técnicas: para gestores e responsáveis técnicos (RT) de distribuidora e demais empresas de produtos para a saúde

Dia 16

Manhã – Boas Práticas para Laboratório Clínico, Patológico e Postos de Coleta: para gestores, responsáveis técnicos (RT) e profissionais do ramo

Dia 17

Manhã – Higiene e Manipulação de Alimentos: culinária oriental

Tarde – Higiene e Manipulação de Alimentos: hotelaria

Dia 18

Manhã – Higiene e Manipulação de Alimentos: restaurantes e diversos

Tarde – Higiene e Manipulação de Alimentos: supermercados

Dia 19

Manhã – Higiene e Manipulação de Alimentos: padarias

Dia 23

Manhã – Orientações técnicas e de licenciamento para Pets: clínicas veterinárias, pet shops e banho e tosa

Tarde – Higiene e Manipulação de Alimentos: restaurantes e diversos

Dia 24

Tarde – Higiene e Manipulação de Alimentos: casas noturnas

Dia 29

Tarde – Boas Práticas no Serviço de Imagem: profissionais em radiodiagnóstico

Dia 30

Manhã – Boas Práticas Sanitárias em Serviços de Saúde e Segurança do Paciente

Tarde – Higiene e Manipulação de Alimentos: ambulantes

Dia 31

Tarde – Boas Práticas Sanitárias em Serviços de Saúde em Prevenção e Controle das Infecções Relacionadas à Assistência a Saúde (IRAS) e Resistência Microbiana: Comissão de Infecção Hospitalar (CCIH) e profissionais de saúde em geral

Nas inspetorias

Além da sede, a Vigilância promove capacitações ao longo do ano em diversos bairros. Eles são organizados por cada uma das cinco Inspetorias Regionais de Fiscalização Sanitária, as IRFS. Veja abaixo o calendário atualizado para as aulas de julho, todas elas das 9h às 12h.

1ª Inspetoria (Centro e Zona Sul)

Dias 5 e 26 – Rua do Lavradio, 180, 6º andar, Lapa

Dias 12 e 19 – Avenida Pasteur, 44, Botafogo, na sede do Instituto de Nutrição Annes Dias (Inad), uma das unidades da Vigilância

2ª Inspetoria (Tijuca e adjacências)

Dias 5 e 12 – Rua Conde de Bonfim, 764, prédio anexo, Tijuca

3ª Inspetoria (Olaria)

Dias 5 e 19 – Avenida Nossa Senhora da Penha, 42, 3º andar, Penha

Dias 12 e 26 – Rua Manoel Martins, 53, Madureira

4ª Inspetoria (Barra da Tijuca e adjacências)

Dias 5, 9, 16 e 26 – Avenida Ayrton Senna, 2.001, Bloco C, Barra da Tijuca (auditório da 7ª CRE – Coordenação Regional de Educação)

5ª Inspetoria (Bangu)

Dias 5, 12, 19 e 26 – Poupa Tempo do Shopping Bangu.