Município começa a convidar idosos de comunidades para abrigá-los e protegê-los em hotéis

Os quartos foram preparados para receber idosos de comunidades - Marcos de Paula/Prefeitura do RioOs quartos foram preparados para receber idosos de comunidades - Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

A Prefeitura começou nesta quinta-feira (26/03) a convidar os idosos que moram em comunidades com muita aglomeração para que se hospedem, temporariamente, em hotéis disponibilizados pelo município.
Os agentes comunitários de saúde estão apoiando a assistência social na identificação de idosos com perfil para o distanciamento social.

Eles visitam os pacientes cadastrados na clínica da família e encaminham os interessados para a secretaria municipal de Assistência Social, responsável por abrigar os idosos. As visitas começaram na manhã desta quinta-feira na comunidade da Rocinha. O objetivo é reduzir o risco de contágio dessa população que pertence ao grupo de risco do Covid-19.

A Prefeitura quer fazer parceria com 10 hotéis para ter a capacidade de abrigar mil idosos – Prefeitura do Rio

Três hotéis já estão disponíveis para receber os idosos. Serão hospedadas inicialmente 300 pessoas nessas unidades, localizadas na Barra da Tijuca, em Jacarepaguá e na Gamboa. A Prefeitura está em contato com outros hotéis para chegar ao total de dez e abrigar mil idosos.

Pelo decreto 47296, idosos em residências com maior concentração de pessoas – caso comum em comunidades carentes – poderão ser hospedados em estabelecimentos da rede hoteleira do município, cadastrados pela prefeitura. As diárias não poderão ultrapassar R$ 120 e serão custeadas pelo município. Há a opção de o pagamento à rede hoteleira que aderir a essa ação ser por compensação tributária, a ser regulamentada por ato do prefeito. O acolhimento dos idosos vai contar com serviço de hotelaria, refeições diárias, rouparia e lavanderia.

Três hotéis já estão disponíveis para receber os idosos – Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

 

Coronavírus: três hotéis já estão prontos para abrigar e proteger idosos de comunidades